Feeds:
Posts
Comments

Archive for January, 2009

Juventude

A janela do 4º andar

Já não ascende mais.

A minha vitrine

Expõe ‘secos e molhados’.

Mas eu nem sei cantar.

Sou pequena criança

Cansada de sonhar

O meu herói nem possui capa.

Não é a vida que quis ganhar.

Já sou jovem criado

Nascido da pátria amada.

Agora, o herói dita minha moda.

De um jeito louco

Que até pode escravizar.

Nem mais Bossa Nova

Ou protestos e Tropicalha.

A juventude transviada

Parece estar apagada

Sem sentimentos

Sem nada.

Crescer é ter a vergonha do que se torna.

Hoje, o crescer é morrer.

Advertisements

Read Full Post »

Questão de Opinião

Post de Estréia!

Todos os sentidos

Não me fazem entender o significado.

Qualquer veneno destilado

Não faz nenhum sentido.

E eu pensando sobre.

Meus pés estão saindo do chão.

Minha mente nem está em meu corpo.

Nada adianta mais,

Pois a artéria parou.

O seu olhar de medo,

Suas lágrimas me causaram medo,

O seu disfarce de medo,

Seus trejeitos me causaram medo.

Paciência me condena à morte.

Minha história não é definida.

Nem minhas sinapses são,

Quanto menos o seu conteudo.

Defeito do verdadeiro jeito de agir.

Não tentei lhe dizer o certo,

Nem mesmo o duvidoso.

Entretanto, a vontade martelava.

Você não sabe quem eu sou.

Você não sabe quem sou eu.

Read Full Post »

Hello world!

Welcome to WordPress.com. This is your first post. Edit or delete it and start blogging!

Read Full Post »