Feeds:
Posts
Comments

Archive for November, 2009

uma noite de verão

 

Deixe que o tempo sinta por você.

Não hesite em conversar sozinha.

Sempre há algo para se pensar sobre.

E a vida passará por dentro da retina.

 

Deixe que o sentimento flua de seus olhos.

Não tente pensar sobre objetivos.

Sempre existirá a subjetividade.

E o verdadeiro nunca será  real.

 

Deixe o sonho entrar em você.

Não tente acordar e abrir os olhos.

Sempre a loucura a acompanhará.

E o devaneio vira coisa rotineira.

 

Sonhe, crie,não tenha medo de nada.

Ria, chore, transe, respire, morra sempre que puder morrer.

Exagere, seduza, tenha sempre ódio inflando suas narinas.

É tão simples. 

Deixe que o tempo sinta por você.

Não hesite em conversar sozinha.

Sempre há algo para se pensar sobre.

E a vida passará por dentro da retina.

 

Deixe que o sentimento flua de seus olhos.

Não tente pensar sobre objetivos.

Sempre existirá a subjetividade.

E o verdadeiro nunca será  real.

 

Deixe o sonho entrar em você.

Não tente acordar e abrir os olhos.

Sempre a loucura a acompanhará.

E o devaneio vira coisa rotineira.

 

Sonhe, crie,não tenha medo de nada.

Ria, chore, transe, respire, morra sempre que puder morrer.

Exagere, seduza, tenha sempre ódio inflando suas narinas.

É tão simples. 

 

There is always hope

Advertisements

Read Full Post »